Entrada >> Protecção Integrada
voltar atrá³¢ width=  Enviar por e-mail  Imprimir

Protecção Integrada
A protecção integrada (PI) procura combater os inimigos das culturas de forma económica, eficaz e com menores inconvenientes para o Homem e o ambiente. Deste modo, recorre-se à utilização racional, equilibrada e integrada de todos os meios de luta disponíveis (genéticos, culturais, biológicos, biotécnicos e químicos) com o objectivo de manter as populações dos inimigos das culturas a níveis tais que não causem prejuízos. Torna-se necessário efectuar a estimativa do risco, isto é, a observação atenta e contínua da cultura, de modo a detectar os seus potenciais inimigos e avaliar, através da intensidade do seu ataque, os possíveis estragos ou prejuízos que possam causar.

Em protecção integrada tem-se em conta o nível de ataque que a cultura pode suportar sem riscos económicos, pois não se trata de erradicar o inimigo da cultura, mas aceitar a sua presença desde que não ultrapasse um certo nível de referência – nível económico de ataque (NEA) – que corresponde à intensidade de ataque do inimigo da cultura a que se devem aplicar medidas limitativas, ou de combate, para impedir que a cultura corra o risco de prejuízos superiores ao custo das medidas de luta a adoptar, acrescidos dos efeitos indesejáveis que estas possam causar. Com base na estimativa do risco e no nível económico de ataque, procede-se à tomada de decisão e à selecção dos meios de luta.

No âmbito da selecção dos meios de luta, em particular da luta química são elaborados documentos orientadores onde são descritos os critérios de selecção das substâncias activas/produtos fitofarmacêuticos a permitir em protecção integrada das culturas ou grupos de culturas
Poderá encontrar esta informação no site da DGADR, em: Produtos fitofarmacêuticos e sanidade vegetal / Sanidade vegetal e modos de produção sustentável / Protecção e produção integrada / Actualizações (clique aqui para aceder).
 


Circular de Avisos nº 04 (2017) Vinha - Estação de Avisos do Douro - Peso da Régua (24-04-2017)
Circular de Avisos nº 3 2017 - Estação de Avisos da Terra Quente - Mirandela (20-04-2017)
Circular de Avisos nº 4 (2017) Castanheiro - Estação de Avisos do Norte Transmontano - Chaves (12-04-2017)
Circulares de Avisos por Est. de Aviso / Cultura / Inimigo











FAIL (the browser should render some flash content, not this).


INTRANET
 
 


Serviço Nacional de Avisos Agrícolas
© 2009
   programa AGRO Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas Direcão-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural UniãEuropeia - Fundos Estruturais Acessibilidade S�olo de conformidade n�l A das Directrizes de Acessibilidade para o centea Web 1.0 do W3C
Concepção e Desenvolvimento: Agri-Ciênca.